Nota de Repúdio à Nomeação de Sergio Nascimento de Camargo para a Fundação Palmares

Em nome da Frente Parlamentar Quilombola, registro o nosso repúdio à nomeação de Sergio Nascimento de Camargo para a presidência da Fundação Palmares.

A Fundação Palmares é uma conquista histórica do Movimento Negro brasileiro para enfrentamento do racismo no Brasil, criada para resguardar, defender e promover a cultura e manifestações afro-brasileiras. Ela tem o papel de reforçar a cidadania, a identidade e a memória do povo negro, e tem, como uma das principais atribuições, a certificação das comunidades quilombolas. Não podemos admitir, em hipótese alguma, que uma entidade dessa envergadura seja presidida por um cidadão que nega a existência do racismo no Brasil e que afirma que a escravidão beneficiou os negros.

Não podemos admitir que a Fundação Palmares seja comandada por um individuo conhecido nas redes sociais por declarações racistas que atacam a cultura, simbologias e lideranças da memória do movimento e do povo negro brasileiro, que agride personalidades negras que cumprem importante papel de empoderamento da população negra no país, e cujo o próprio irmão se refere a ele como ‘capitão do mato’.

Portanto, a nomeação de Sergio Nascimento de Camargo é, antes de tudo, uma violência repugnante contra o povo negro desse país. Mais um capítulo de maldades e de ataques do governo Bolsonaro a direitos historicamente conquistados. Não podemos concordar com isso. Reagiremos com veemência. De já, registro meu repúdio e informo que estamos entrando com uma representação junto ao Ministério Público solicitando a exoneração deste cidadão da presidência da Fundação.

Bira do Pindaré
Presidente da Frente Parlamentar Quilombola