Deputado defende vacina urgente e auxílio emergencial de R$ 600 para a população

Na sessão desta terça-feira (09), o deputado federal Bira do Pindaré (PSB/MA) voltou a defender o auxílio emergencial no valor de R$ 600. Para ele, o Brasil enfrenta um momento críticos provocado pela segunda onda da Covid-19 e precisa garantir vacinas e auxílio emergencial com um valor digno para a população.

“Infelizmente isso não acontece porque o governo brasileiro negligenciou, o presidente Bolsonaro não cumpriu a sua obrigação em relação a vacina, negou, inclusive, a contratação de vacinas no tempo certo”, acentuou ao destacar que a pandemia tem causado resultados trágicos para o país, com mais de 265 mil pessoas mortas.

A preocupação com a dificuldade da vacinação se estende ao auxílio emergencial. Segundo ele, é essencial oferecer a população as condições mínimas de sobrevivência para a população.

Neste sentido, o parlamentar lamentou que o governo Bolsonaro não tenha mantido o auxílio de R$600, que tenha enviado a PEC 168 para reduzir o auxílio para R$ 250 e ainda usado a proposta para fazer uma série de corte a direitos da servidores públicos, como o congelamento de salários.

“Bastava enviar uma Medida Provisória em caráter de urgência para retomar o auxílio. Enquanto ele envia essa PEC com a velha cantilena neoliberal, a fome bate à porta das pessoas. Não podemos aceitar. Lutaremos pelo auxílio de R$ 600”, assinalou.