Lei Aldir Blanc: Bira afirma que é fundamental garantir apoio aos fazedores de cultura

Nesta terça-feira (13/04), a Câmara dos Deputados aprovou o requerimento de urgência do Projeto de Lei 795/21, que prorroga os prazos de execução do benefício emergencial destinado ao setor da Cultura pela Lei Aldir Blanc. Por meio das redes sociais, o deputado Bira frisou que é fundamental garantir apoio aos fazedores e fazedoras de cultura durante a pandemia.

“Estamos muito otimistas que o PL seja aprovado e a prorrogação concretizada. É nesse sentido que nos empenharemos para garantir esse auxílio a um dos setores mais atingidos pela pandemia. Essa é o nosso compromisso com essa luta”, assegurou.

O parlamentar também lembrou que o Bolsonaro tem perseguido a cultura e as artes. O que, segundo ele, não é uma novidade quando se leva em consideração “o tratamento que esse governo negacionista dá a ciência”.

Caso aprovado, o Projeto de Lei destravará cerca de R$ 780 milhões, do total de R$ 3 bilhões disponibilizado por meio da lei e não executados em razão da pandemia. Há também a previsão de pagamento de contratos já celebrados, é o caso da Lei Rouanet.

É hora de recordar!

O deputado Bira é autor da emenda que incluiu os fazedores e fazedoras de São João na Lei Aldir Blanc. “Foram incluídas entidades que organizam e realizam festas de São João entre os beneficiários do subsídio destinado à manutenção dos espaços culturais: Grupos de Bumba Meu Boi, Tambor de Crioula, Cacuriá, Quadrilhas, Cantorias e Danças Juninas em geral!”, explicou o maranhense.